Sinto-me carne…porque carne me fiz

Sinto-me carne …porque carne me fiz,

Sinto-me nó que só se fez, e agora o que faço para desatar esses nós de vez.

Esses que com tempo me trouxeram breve contento,

Mas como tudo que é breve se vai com o tempo.

Será que devo desatar os nós!? Ou devo amarrar eles firmes em torno de nós?

Para que eles nos fortaleça .

Mas não vejo solução para nós! Pois, nós, nos tornam sois,

E nunca nos fortalece.

Por isso faço um prece, para que todos os nós, em nós… se desfaçam.

Autora: Valdete Ramos.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Sinto-me carne…porque carne me fiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s